Entrada   Passeios Actividades Informações Contacto
Quem Somos   FAQ Links Opiniões Fotos  









Arquitecturas de Lisboa

A História da cidade está bem gravada no seu corpo, decorado com testemunhos de todas as épocas. A visita que propomos assume a forma de uma viagem no tempo através de 3 épocas diferentes, 3 Lisboas – do século XVIII ao século XXI – que formam a imagem ímpar desta cidade atlântica.

1- A cidade sonhada: O Terramoto de 1755 criou uma oportunidade única para transformar a Lisboa medieval. O Marquês de Pombal e uma equipa de nomes grandes da engenharia militar do tempo como Carlos Mardel e Eugénio dos Santos replaneiam a cidade, criando um exemplo inovador de modernidade e simplicidade na Baixa.

2 - A cidade moderna: O estilo moderno do Estado Novo e a imagem nacional. Onde começa e onde acaba a liberdade arquitectónica? A explosão da cidade para Norte possibilita a criação de novas urbanizações para a classe média e a multiplicação de obras públicas de grande porte. São assim criadas condições privilegiadas para a emergência de uma arquitectura programada, numa lógica estilística em profunda relação com o poder político e os seus valores.

3 - A cidade do futuro? Poder-se-á adivinhar durante quanto tempo o conceito de urbanismo patente no Parque das Nações irá sobreviver à constante mudança das tendências arquitectónicas? E será que esta dúvida é pertinente hoje? Nesta zona nova da cidade irá conhecer os edíficios de referência, as linhas mestras da urbanização e discutir o sucesso da abordagem.

Neste passeio irá tomar contacto com:

  • Lisboa antes do terramoto
  • A Baixa pombalina
  • Arquitectos modernistas e Arquitectura moderna
  • Do Areeiro à Alameda – a nova cidade do Estado Novo
  • Arquitectos contemporâneos e Arquitectura Contemporânea
  • A zona do Parque das Nações ( Expo 98 )

A Presença Judaica
A Presença Africana em Lisboa
Lisboa Subterrânea
Lisboa Literária
Lisboa e os Descobrimentos
Lisboa no Tempo do Romantismo
Lisboa Maçónica
A Estrada de Santos

A Cerca Velha

"As suas praças e ruas estão pavimentadas com pedras pretas e brancas como se em vez de estradas fossem tectos."

                                                                                                                                                      - John Berger